Apresentação da Criação do Canil da Leziria por Américo Batista

Canil Canil

Descendente de pai e avô caçadores, desde muito novo comecei a acompanhá-los nas saídas venatórias. Felizmente nasci no tempo em que havia caça brava em abundância.

A zona onde cresci tinha de todas as espécies cinegéticas em mais ou menos quantidade. Os primeiros tiros e as primeiras peças de caça surgiram muito cedo e logo me tornei caçador.

As difíceis perdizes nas encostas do bairro, as frequentes galinholas nas matas sombrias e as espertas codornizes na lezíria, exigiam bons cães de parar, que não os “cruzados” que até aí, o meu pai tinha possuído. Recordo com saudade, em particular um cão “cruzado”, de nome “Piruças”, que o meu pai possuiu e com o qual cacei várias galinholas. Neste tipo de caça era um verdadeiro especialista, raramente permitindo as chamadas “GRADES”, tão conhecidas dos caçadores de galinholas. Procurei então ter cães mais elegantes, polivalentes, de busca metódica, paragem segura e cobro eficiente.

A aquisição dos primeiros cães surgiu naturalmente, recorrendo a exemplares de raça pura nascidos em Portugal. Os exemplares de raça pura ofereciam mais garantia na transmissão genética da uniformidade morfológica, funcional e comportamental aos seus descendentes. Tendo sempre como objectivo criar cães com aptidões caçadoras e para o caçador, oficializei o afixo de “ CANIL DA LEZIRIA”, registado e reconhecido pelo Clube Português de Canicultura e pela Federação Canina Internacional ( F.C.I.).

Com intuito de seleccionar e melhorar, a importação faseada de 11 exemplares puros de França, Espanha e Alemanha, veio permitir “ refrescagem de sangues”, evitando assim a tão indesejada consanguinidade. O respeito pelo estalão oficial da respectiva raça, foi sempre nossa preocupação. - Os resultados do trabalho iniciado em 1982, com uma selecção criteriosa com vocação caçadora, bom carácter e características do estalão de raça, têm sido excelentes. Actualmente criamos apenas duas raças: - Braco Alemão e Deutsch Drahthaar